Show simple item record

dc.contributor.authorAnner, Mark
dc.contributor.authorGreer, Ian
dc.contributor.authorHauptmeier, Marco
dc.contributor.authorLillie, Nathan
dc.contributor.authorWinchester, Nik
dc.date.accessioned2014-09-01T12:25:47Z
dc.date.available2014-09-01T12:25:47Z
dc.date.issued2014fi
dc.identifier.citationAnner, M., Greer, I., Hauptmeier, M., Lillie, N., & Winchester, N. (2014). Determinantes industriais da solidariedade transnacional : política intersindical global em três setores. <em>Estudos Avançados</em>, 28 (81), 229-250. Retrieved from <a href="http://www.scielo.br/pdf/ea/v28n81/v28n81a16.pdf">http://www.scielo.br/pdf/ea/v28n81/v28n81a16.pdf</a>fi
dc.identifier.otherTUTKAID_62522
dc.identifier.urihttps://jyx.jyu.fi/handle/123456789/44172
dc.description.abstractIntrodução: Oaumento da concorrência global prejudica o poder dos sindicatos pois enfraquece seu controle sobre a competição no mercado de trabalho. Os sindicatos, por vezes, combatem essa ameaça mediante cooperação além das fronteiras nacionais. Apesar do interesse crescente por atividades sindi - cais transnacionais, existem poucas comparações sistemáticas entre setores. Este artigo compara exemplos de cooperação transnacional de sindicatos na indústria automotiva, no transporte marítimo e na indústria têxtil e de vestuário. Argu - mentamos em seguida que os sindicatos adotam diferentes tipos de estratégias internacionais por causa de: (1) diferentes manifestações da competição entre trabalhadores e entre sindicatos; e (2) diferentes tradições e práticas preexisten - tes de regulamentação transnacional. Dos três casos apresentados a seguir, os padrões nacionais de represen - tação dos trabalhadores são mais importantes na indústria automotiva, pois os sindicatos continuam a ser constituídos por um núcleo sólido de membros com forte influência industrial em torno de alguns centros de poder corporativo. As pressões são resultado de práticas de gestão como terceirização e benchmarking , que têm aumentado a competição interna nas empresas. Onde os sindicatos rea - giram por meio da cooperação transnacional, eles o fizeram a partir de posições locais e nacionais fortes. Os sindicatos construíram relações transnacionais está - veis e centradas nas empresas em torno dos European Works Councils (EWC) e dos World Works Councils (WWC) . Entretanto, o caráter dessas estruturas, centrado nas empresas, desloca o foco da cooperação para longe da competição global entre empresas. Interesses locais e nacionais infundem o comportamento de organizações transnacionais, que procuram estruturar – não atenuar – a com - petição entre fábricas.No transporte marítimo, vemos o desenvolvimento da negociação setorial coletiva global no contexto de uma estrutura regulatória globalizada. Sob o sistema bandeira de conveniência (conhecido como sistema FOC , Flag o f c on - venience ) de registro de navios, os empregadores podem contratar trabalhadores de qualquer país para trabalhar em qualquer lugar do mundo. A competição glo - bal ocorre em um mercado de trabalho segmentado por ofício e nacionalidade, entre sindicatos e indivíduos à procura de emprego em um mercado de trabalho desnacionalizado. Os sindicatos têm sido capazes de influenciar esse mercado de trabalho global a partir de práticas anteriores regulamentação transnacional e rompendo elos cruciais na cadeia produtiva, principalmente portos, tornando possível a negociação coletiva global para atenuar a competição salarial. Na confecção de roupas, os sindicatos do Hemisfério Norte não têm sido capazes de evitar a migração de empregos para o Hemisfério Sul. A competição entre Norte e Sul tem aos poucos cedido lugar a uma dinâmica competiti - va Sul-Sul. Os sindicatos têxteis do Norte, tais como Union of Needletrades, Textiles and Industrial Employees (Unite), sediada nos Estados Unidos, têm ajudado a organizar campanhas no Sul por meio da pressão dos consumidores do Norte; entretanto, devido à reação de empregadores, que mudam a loca - lização das fábricas quando essas se sindicalizam, os sindicatos desenvolveram campanhas para organizar indústrias do setor têxtil com menos mobilidade em seus países de origem. O transnacionalismo dos trabalhadores continua a ser realizado mediante campanhas esporádicas, não por meio de uma organização contínua. Este artigo discute o estado da arte sobre a cooperação e a competição transnacionais do trabalho; esboça os fatores de incentivo e desincentivo que explicam evento recentes na política intersindical global, e examina três casos em relação a seus padrões de cooperação, competição e regulamentação transnacio - nal preexistente do trabalho. - -fi
dc.language.isospa
dc.publisherUniversidade de Sao Paulo; Instituto de Estudos Avancados
dc.relation.ispartofseriesEstudos Avançados
dc.relation.urihttp://www.scielo.br/pdf/ea/v28n81/v28n81a16.pdf
dc.relation.urihttp://www.scielo.br/pdf/ea/v28n81/v28n81a16.pdf
dc.subject.otherMotor industryfi
dc.subject.otherShippingfi
dc.subject.otherClothingfi
dc.subject.otherTransnational union strategyfi
dc.subject.otherGlobal framework agreementsfi
dc.titleDeterminantes industriais da solidariedade transnacional : política intersindical global em três setoresfi
dc.typearticle
dc.identifier.urnURN:NBN:fi:jyu-201408222398
dc.contributor.laitosYhteiskuntatieteiden ja filosofian laitosfi
dc.contributor.laitosDepartment of Social Sciences and Philosophyen
dc.contributor.oppiaineYhteiskuntapolitiikka
dc.type.urihttp://purl.org/eprint/type/SubmittedJournalArticle
dc.date.updated2014-08-22T03:30:03Z
dc.type.coarjournal article
dc.description.reviewstatuspeerReviewed
dc.format.pagerange229-250
dc.relation.issn0103-4014
dc.relation.numberinseries81
dc.relation.volume28
dc.type.versionpublishedVersion
dc.rights.copyright© 2014 Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. This is an article whose final and definitive form has been published by Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License.
dc.rights.accesslevelopenAccessfi
dc.rights.urlhttp://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

© 2014 Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. This is an article whose final and definitive form has been published by Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License.
Except where otherwise noted, this item's license is described as © 2014 Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. This is an article whose final and definitive form has been published by Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License.